Galo sai na frente, Chape busca empate com jogador, mas se despede da Copa

A Arena Condá foi palco de um duelo emocionante pela Copa da Primeira Liga 2017, na noite desta quarta-feira
(1), entre Chapecoense e Atlético Mineiro. Em busca da classificação às quartas de final, as duas equipes partiram para o ataque, mas no fim prevaleceu o empate em 2 a 2. Integrantes do Grupo C, o resultado eliminou os catarinenses e deixou o Galo próximo de avançar à próxima fase.

A Chapecoense foi a campo com força máxima, já que um triunfo deixaria o time de Vagner Mancini próximo da
classificação. Porém, quem começou melhor e chegou ao primeiro gol foi o Galo, que escalou uma equipe alternativa, repleta de jovens promessas.

Aos 12 minutos da primeira etapa, o lateral-direito Carlos César passou por dois adversários e finalizou no canto
esquerdo de Artur Moraes para fazer um belo gol, de pé esquerdo. Pouco antes do intervalo, Clayton ampliou para os mineiros. Em cobrança de escanteio de Cazares, o atacante desviou de cabeça, sem chances para o goleiro da Chape.

O início do segundo tempo provocou emoções opostas no torcedor catarinense. Logo no primeiro minuto,
Wellington Paulista marcou de cabeça e recolocou a Chapecoense no jogo. Mas, na sequência, Dodô foi expulso. 

Mesmo com um jogador a menos, a Chape não desistiu. Aos sete minutos, Luiz Antônio cobrou na falta na área e Jesiel
desviou contra a própria meta. O empate animou o público na Arena Condá, que passou a jogar junto com a equipe. Apesar do apoio da torcida, a partida seguiu com a igualdade em 2 a 2 até o apito final, decretando a eliminação do time da casa.

O Galo terá de esperar a partida entre Joinville e Cruzeiro, marcada para 21 de março, para confirmar a classificação.
A equipe catarinense precisará de um triunfo por quatro gols de diferença diante da Raposa para avançar de fase. Caso contrário, o Atlético Mineiro estará nas quartas de final da Copa da Primeira Liga.

Ficha de jogo: Chapecoense 2  x  2 Atlético Mineiro - Copa da Primeira Liga

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Chapecoense: Artur Moraes; João Pedro, Fabrício Bruno, Nathan e Reinaldo; Amaral
(Luiz Antonio), Girotto e Dodô; Arthur (Túlio de Melo), Wellington Paulista
(Apodi) e Niltinho. Técnico: Vagner Mancini 

Atlético Mineiro: Uilson; Carlos César, Jesiel, Felipe Santana e Leonan; Yago, Ralph
(Cícero), Carlos Eduardo (Anderson) e Cazares; Clayton e Rafael Moura.
Técnico: Roger Machado

Gols: Carlos César (13’1°T), Clayton (39’2ºT), Wellington Paulista (1’2ºT) e Jesiel, contra
(7’2ºT).