Nota Oficial: A Primeira Liga pede paz nos estádios brasileiros

O diretor jurídico da Primeira Liga, Eduardo Carlezzo, aproveitou o início da segunda edição da Copa da Primeira Liga, que acontece nesta terça-feira em Juiz de Fora (MG), onde o Fluminense recebe o Criciúma às 20h (de Brasília), para reiterar o desejo da entidade pela paz no futebol.

Repleta de clássicos regionais, como Cruzeiro e Atlético Mineiro, que terão torcida mista, Chapecoense e Joinville, Figueirense e Avaí, e outros, a competição é a primeira oportunidade da temporada para que os torcedores acompanhem as partidas que mais lhes interessam: os derbys.

Porém, em meio às dificuldades que o esporte brasileiro vive nos últimos anos, principalmente com a violência nas arquibancadas e fora dos estádios, a Primeira Liga passa a mensagem de que é possível que um clássico seja, ao mesmo tempo, impulsionado pela rivalidade e a paz.

- Convocamos os torcedores que forem aos estádios a, juntos, fazermos da Copa da Primeira Liga uma competição sem brigas e sem violência nas arquibancadas, contribuindo com a sociedade brasileira no momento em que vivemos uma grave crise de segurança - pediu Carlezzo, antes de completar:

- É fundamental que o torcedor tenha consciência de seus atos e ajude seu clube a promover um ambiente de paz e tranquilidade nos estádios, pois o futebol precisa contribuir para a pacificação das relações sociais.

A primeira iniciativa positiva da competição acontece no próximo dia 1º de fevereiro, quando o Cruzeiro recebe o Atlético Mineiro no Mineirão, às 19h30, em um duelo que terá a presença de torcida mista no estádio.