Grêmio e Ceará empatam e deixam grupo B embolado

Grêmio e Ceará protagonizaram uma partida muito disputada na Copa da Primeira Liga, na noite desta quinta-feira (2), mas com um resultado ruim para as duas equipes. Na Arena do Grêmio, os dois clubes empataram por 1 a 1 e embolaram o grupo B. Foi o primeiro ponto dos gaúchos na competição, e o terceiro do Ceará – que termina a primeira fase com três empates. Com o resultado, os dois clubes seguem com chances de classificação. Os gremistas ainda têm uma partida a disputar, diante do América-MG.

Com força máxima, a equipe comandada por Givanildo Oliveira partiu para o ataque no início do jogo. Mesmo fora de casa, o Vozão começou em ritmo forte diante dos reservas do Grêmio. Aos 18 minutos, a zaga gaúcha deu bobeira e o veterano Magno Alves aproveitou. De perna direita, ele deslocou Bruno Grassi e abriu o placar.

Depois do tento visitante, o Grêmio se recuperou na partida e foi para o ataque. Aos 39 minutos, Lucas Coelho teve a chance do empate, mas a defesa do Ceará se recuperou e evitou a igualdade.

A volta para o segundo tempo seguiu no mesmo ritmo: Grêmio no ataque. A pressão gaúcha foi premiada. Aos nove minutos, o zagueiro Lucas Rex aproveitou jogada aérea e deixou tudo igual no placar. As mudanças do técnico Felipe Endres na segunda etapa deixaram o Grêmio mais ofensivo. Até o fim da partida, os gaúchos ficaram mais próximos do segundo gol. Porém, o resultado seguiu inalterado até o apito final.

O placar dá um caráter decisivo para o último jogo da chave. No dia 5 de abril, o Grêmio recebe o América-MG. A equipe que vencer estará classificada para a segunda fase da competição. O empate serve para o Ceará, que terminou a primeira fase de forma invicta.

Ficha de jogo:
Grêmio 1 x 1 Ceará- Copa da Primeira Liga

Local:
Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Grêmio:
Bruno Grassi; Wallace Oliveira (Balbino), Zé Augusto, Lucas Rex e Iago; Machado, Jeferson Negueba, Lima e Rondinelly (Tilica); Lucas Coelho e Ty (Jean Pyerre). Técnico: Felipe Endres

Ceará:
Éverson; Tiago Cametá, Luiz Otávio, Rafael Pereira e Romário (Lucas); Richardson, Raul e Felipe Tontini (Arthur); Alex Amado (Maxi Biancucchi), Victor Rangel e Magno Alves. Técnico: Givanildo Oliveira

Gols:
Magno Alves (18’1°T) e Lucas Rex (9’2ºT)