Atlético Mineiro vence o Joinville diante de grande público em Minas Gerais

Na noite desta quarta-feira, o Atlético Mineiro cumpriu o antigo mandamento do futebol: vencer em casa é obrigação. E foi com esse resultado, de 2 a 0 contra o Joinville, que o Galo deixou a Arena Independência na segunda rodada do Grupo C da Copa da Primeira Liga, diante de quase 14 mil pessoas.

Desde o início da partida, o Atlético mostrou que os catarinenses não teriam vida fácil no Horto. Na metade do primeiro tempo, um número deixou isso ainda mais claro. Com 76% de posse de bola, os mineiros dominaram a parcial.

E o controle do jogo foi transformado em gol. Isso porque, aos 17 minutos da etapa inicial, Marcos Rocha fez boa jogada, costurando a zaga catarinense dentro da área, até ser derrubado por Brenner. Especialista em pênaltis, Fred tomou a bola debaixo dos braços e a colocou no fundo do gol.

Na segunda etapa, o que se viu em Belo Horizonte foi uma repetição do primeiro tempo. Controlando a posse de bola e trocando bons passes desde o início, o Atlético não sofreu riscos e, por outro lado, ameaçava cada vez mais o gol de Matheus.

O venezuelano Otero, o equatoriano Cazares, Elias, Danilo e Fred eram os principais nomes ofensivos do Atlético. E não demorou muito até que o segundo gol saísse. Em uma cobrança de falta magistral, Otero ampliou e fechou o placar na Arena Independência em 2 a 0.

O Galo, que agora soma três pontos no grupo, volta à campo pela Copa da Primeira Liga contra a Chapecoense, na Arena Condá (SC), no dia 1º de março. O Joinville, que tem apenas um ponto na chave, por sua vez, recebe o Cruzeiro no próximo dia 22.

Ficha do Jogo: Atlético Mineiro 2 x 0 Joinville - Copa da Primeira Liga
Local: Arena Independência - Belo Horizonte (MG)

Atlético-MG: Giovanni; Marcos Rocha, Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias (Yago - 33’2ºT), Danilo, Otero e Cazares (Maicossuel - 18’2ºT); Fred (Rafael Moura - 29’2ºT). Técnico: Roger.

Joinville: Matheus; Jeferson, Igor, Gustavo e Brenner; Júnior Sutil, Jonathan Ramos (Eduardo Person - 40’2ºT) e Gabriel Knapp; Gustavo Xuxa (Diego Viana - 33’2ºT), Marlyson e Breno (Matheus Silva - 18’2ºT). Técnico: Fabinho Santos.

Gols: Fred (18’1ºT) e Otero (22’2ºT).

Arbitragem: Edivaldo Elias da Silva (PR); auxiliado por Luiz Henrique Souza Santos Renesto (PR) e Diego Grubba Schitkovski (PR).