Minas Gerais se junta a Rio Grande do Sul e Santa Catarina e oficializa apoio à Liga Sul-Minas-Rio

Uma reviravolta nessa segunda-feira, no Rio de Janeiro, marcou o rompimento das relações entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a direção da Liga Sul-Minas-Rio. A entidade máxima do futebol nacional fez ressalvas sobre a disputa da Primeira Liga já em 2016, convocou assembleia para a próxima terça-feira, e revoltou Alexandre Kalil, diretor-executivo da entidade criada pelos clubes. Representantes das federações estaduais, no entanto, revelaram apoio à Liga. 
Exceto os presidentes das federações do Paraná e do Rio de Janeiro, mandatários das entidades de Minas (FMF), do Rio Grande do Sul (FGF) e de Santa Catarina (FCF) mostraram unidade na defesa aos clubes para disputa da competição a partir da próxima temporada. À Rádio Itatiaia, Castellar Guimarães Neto, presidente da FMF, disse que a maioria dos filiados apoiou a realização do torneio.
“Buscamos colocar todos os 12 clubes interessados em uma mesa redonda, de uma forma legítima e democrática, e ao final, por oito votos a três, com uma ausência, os clubes decidiram que, cumpridos os requisitos apresentados por Cruzeiro, Atlético e América, a competição pode acontecer, não haverá prejuízos para o nosso estadual”, revelou. 
Fonte: http://www.mg.superesportes.com.br/