Londrina derrota o Paraná e avança com 100% de aproveitamento

Quem para o Londrina? Nessa edição da Copa da Primeira Liga, pelo menos por enquanto, a resposta é simples: ninguém. Na noite desta terça-feira, a equipe paranaense alcançou sua terceira vitória em três jogos, ao derrotar o Paraná, em casa, por 2 a 1.

Desde o início da partida no Estádio do Café, o Londrina mostrou que não foi à campo à passeio. Pressionando o Paraná, o time londrinense atuou sempre no campo de ataque, mas sem efetividade nos primeiros trinta minutos de jogo. Bom, isso até o oportunismo de Paulo Rangel dar as caras.

Aos 31 minutos de jogo, o atacante aproveitou rebote do goleiro para encher a rede e abrir o placar para os paranaenses. Daí em diante, o Paraná passou a ameaçar a meta rival em mais oportunidades, mas não contavam com uma coisa... Paulo Rangel.

Quando o relógio marcava 45 minutos do primeiro tempo, o atacante subiu mais alto que a defesa do Paraná e testou para o fundo do gol, ampliando o marcador para o Londrina.

No início da segunda etapa, o time visitante começou a correr atrás do empate, e não demorou muito até que o primeiro gol saísse. Após lançamento de Guilherme Biteco, Bruno foi derrubado na área e o árbitro assinalou o pênalti. Na cobrança, Jonas Pessalli diminuiu.

Na sequência do duelo, porém, o jogo tornou-se mais pegado, com as duas equipes trocando ataques. Mesmo assim, o placar permaneceu sem alterações até o fim da partida.

Com o resultado, o Londrina avançou às quartas de final com 100% de aproveitamento, sendo três vitórias em três jogos e a liderança do Grupo D da Copa da Primeira Liga. O Paraná, por sua vez, ainda fecha sua participação contra o Figueirense, no dia 2 de março, com chances de avançar às quartas.

Ficha do Jogo: Londrina 2 x 1 Paraná - Copa da Primeira Liga
Local: Estádio do Café (PR)

Londrina: Alan; Igor Bosel, Luizão, Ícaro e Ayrton; França, Rafael Gava (Bídia - 24’2ºT) e Celsinho; Alisson Safira, Paulo Rangel (Euller - 34’2ºT) e Fabinho (Marcinho - 24’2ºT). Técnico: Cláudio Tencati.

Paraná: Marcos; Júnior, Rayan, Artur Jesus e Kaike; Jhony, Zezinho, Guilherme Biteco (Felipe Alves - 19’2ºT) e Jonas Pessalli (Renatinho - 37’2ºT); Bruno Cantanhede e Betancourt (Ítalo - 31’2ºT). Técnico: Wagner Lopes.

Gols: Paulo Rangel (31’1ºT e 45’1ºT) e Jonas Pessalli (13’2ºT)